“Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”

Resultado de imagem para bolsonaro otário

Como a cloroquina não pôde ser obrigatória, que vacinas também não sejam, lógico.

A liberdade individual apregoada pelo governo não respeita a liberdade do outro. Como classificar isso? Populismo, hipocrisia ou somos, todos, otários?

Phineas Taylor Barnum dizia, no século XIX: “Nasce um otário por minuto.” Referia-se ao otário teimoso, o que cai no mesmo golpe, sempre.

Completava: “Quanto maior o golpe, mais os que caem nele gostam.”

“Ninguém jamais perdeu dinheiro por superestimar a ignorância (ou o gosto) do povo americano.” (P. T. Barnum)

E a dos fanáticos fundamentalistas… que se espelha na dos americanos?

O médico-veterinário, indicado pelo general que ocupa a pasta da Saúde para cuidar da vacinação irá discordar?

O Trump conta com a vacina para reverter suas expectativas eleitorais, mas aqui a eleição pode esperar que outros – bundões – morram.

https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2020/09/01/interna_politica,1181501/bolsonaro-assinou-lei-que-torna-vacinacao-compulsoria.shtml

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Um comentário em ““Ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: