Blog

“Adormecida em uma noz, encontra-se o nascimento de mil florestas.”

Um amor a Deus fundamentado na alegria; comunhão espiritual do ser humano e o mundo: esse era Ralph Waldo Emerson, o grande filósofo transcendentalista, junto a seu amigo, Henry David Thoreau. Alguns de seus aforismos são relevantes: “Foi um grande conselho o que ouvi certa vez, dado a um jovem: ‘Faça sempre o que tiverContinuar lendo ““Adormecida em uma noz, encontra-se o nascimento de mil florestas.””

“Uma poça … que viveu alguns segundos”

Tempos nebulosos, sem memória, descompensados, extremados, centrífugos … requerem poesia. Ana Martins Marques é poesia. EM BRANCO Dizem que Cézannequando certa vez pintou um quadrodeixando inacabada parte de uma maçãpintou apenas a parte da maçãque compreendia. É por issomeu amorque eu dedico a vocêeste poemaem branco. HISTÓRIA “Tenho 39 anos. Meus dentes têm cerca deContinuar lendo ““Uma poça … que viveu alguns segundos””

O elo perdido?

Para Zecharia Sitchin, evolução e criacionismo colidem. Ele passou a vida argumentando que os seres humanos evoluíram com uma pequena intervenção genética de astronautas antigos que vieram para a Terra e precisavam de trabalhadores para minerar ouro e trazer de volta a Nibiru , um planeta que ainda não reconhecemos. Como não tenho como dizerContinuar lendo “O elo perdido?”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Sobre mim

Olá, sou Dorgival, editor de Balaio Caótico.

Sou dissidente do pensamento único.

Assine o meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.