Blog

“We’ve read enough books.” (Jared Kushner, genro de Trump)

Bruno Latour, filósofo, sociólogo e antropólogo francês, vem procurando alertar sobre a “Nova História”, que se iniciou quando se supôs o “fim da história”. Essa nova história se apoia na “desregulamentação”, nas porteiras abertas para a globalização, ou seja, o domínio das grandes corporações – através de governos populistas títeres -, tendo como imediata consequênciaContinuar lendo ““We’ve read enough books.” (Jared Kushner, genro de Trump)”

“Ninguém se torna explicitamente o que não é implicitamente”

Huberto Rohden (1893-1981) foi um educador, teólogo e pensador brasileiro. Defendia uma espiritualidade laica, ecumênica e universalista, o exercício contínuo do autoconhecimento e a autoeducação. Teve 65 livros publicados. Suas criticas ao eclesiasticismo e ao clericalismo foram repudiadas pela Igreja, o que o levou a abandonar o ministério sacerdotal em 1943. Deixou a Igreja católicaContinuar lendo ““Ninguém se torna explicitamente o que não é implicitamente””

“Com Voltaire, a pena voa e ri” (Victor Hugo)

Voltaire foi o autor do Dicionário Filosófico, embora, para se proteger dos poderosos, fomentadores da superstição, do fanatismo, da extravagância e da tirania, assumiu a autoria dos verbetes menos controversos e os mais delicados, designou a autores já falecidos ou estrangeiros. Victor Hugo dizia que “com Voltaire, a pena voa e ri”. Sua verve tratavaContinuar lendo ““Com Voltaire, a pena voa e ri” (Victor Hugo)”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Sobre mim

Olá, sou Dorgival, editor de Balaio Caótico.

Sou dissidente do pensamento único.

Assine o meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.