A voz da Rússia

(Anna Akhmátova)

Anna Akhmátova (1889-1966): sua obra é a mais importante manifestação literária de uma mulher russa no século XX, sobrevivente do stalinismo. Nasceu Anna Goriênko, mas adotou o nome da bisavó materna, de origem tártara, Akhmátova.

Busco no livro maravilhoso do fantástico Lauro Machado Coelho – ainda o reconhecerão! – alguns poemas de Anna.

“De manhã, ainda havia serenos poemas

sobre outras coisas. Mas à noite, o mundo inteiro

tinha sido feito em cacos.”

“Pensávamos: somos mendigos, nada temos,

mas à medida que perdíamos uma coisa após outra

até cada dia transformar-se

no dia da Lembrança – começamos a compor canções

sobre a grande generosidade de Deus

e como tínhamos sido ricos antes.

Boris Vasilievich Anrep (1883-1969) - Find A Grave Memorial
(Borís Vassílievitch Anrep)

Em 1915, Anna conheceu o grande amor de sua vida, Borís Anrep, um especialista em mosaicos. Um poema culpado para ele:

“Dentro de cada ser há um segredo

a que nem a paixão consegue acesso,

inda que os lábios fundam-se num beijo

e o coração de amor se despedace.

Asa (1911)
Eu vivo como um cuco no relógio.
Não invejo os pássaros livres.
Se me dão corda, canto.

Só aos inimigos
Se deseja
Tanto.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Um comentário em “A voz da Rússia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: