Canções de uma ilha (Ingeborg Bachmann)

Ein Teilnachlass Ingeborg Bachmanns soll versteigert werden
(Ingeborg Bachmann)

“(…)

Quando alguém vai embora, tem de jogar

ao mar o chapéu com as conchas

recolhidas ao longo do verão,

e partir com os cabelos ao vento,

tem de lançar ao mar

a mesa posta para o seu amor,

tem de derramar no mar

o resto de vinho que ficou no copo,

tem de dar aos peixes seu pão

e misturar ao mar uma gota de sangue,

tem de enfiar bem sua faca nas ondas

e afundar seu sapato,

coração, âncora e cruz,

e partir com os cabelos ao vento!

Então ele retornará.

Quando?

Não perguntes.

“Há fogo sob a terra,

e fogo é pureza.

Há fogo sob a terra,

e pedra que não pesa.

Há um fluxo sob a terra,

que em nós nao retesa.

Há um fluxo sob a terra,

e nos ossos, leveza.

Vem aí um grande fogo,

vem aí um fluxo sobre a terra.

Testemunhas seremos, certeza.”

“Abaixo de um céu desconhecido

sombras rosas

sombras

acima de uma terra desconhecida

entre rosas e sombras

numa água desconhecida

minha sombra”

Ingeborg Bachmann, austríaca, viveu entre 1926 e 1973.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: