A vida é representação?

(Gustave Caillebotte. Rua Parisiense, Dia Chuvoso. 1877)

“O mundo é minha representação. (…) Todo objeto, seja qual for a sua origem, é, como objeto, sempre condicionado pelo sujeito, e assim essencialmente apenas uma representação do sujeito”. (Arthur Schopenhauer)

O viver intensamente, as ações espontâneas como celebrações apaixonadas, são razões tolas? Há tolice no viver? A vida não seria muito mais do que qualquer representação?

Michel Maffesoli privilegia uma nova sensibilidade, a da “intensidade trágica, pela qual a medida da vida é viver sem medidas”.

A velocidade foi (ainda é) a marca do drama moderno, ‘exigência’ do desenvolvimento (científico, tecnológico, econômico) refletido culturalmente.

Hoje, fala-se (sem constrangimentos) da lentidão e da ociosidade como valores, âncoras, para lidarmos com o caos instituído.

“A vida não é mais que uma concatenação de instantes imóveis, de instantes eternos, dos quais se pode tirar o máximo de gozo.”

É preciso conferir presença à vida, dando seu valor a uma porção do presente, favorecendo o sentimento de pertencimento tribal, considerando-se a vida ‘ordinária’, a vida banal, o solo da renovação comunitária.

Na modernidade tínhamos a pretensão da ‘totalidade‘, a minha, do mundo, do Estado. Na atual pós-modernidade, a preocupação é com a “interidade”, ou seja, a perda do pequeno Eu em um Si mais vasto, e da alteridade, natural ou social.

Maffesoli assinala a passagem de um tempo monocromático, linear, seguro, o do projeto, a um tempo policromático, trágico por essência, presenteísta e que escapa ao utilitarismo.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: