“Nunca dês um nome a um rio: sempre é outro rio a passar”

Aventuras na História · Eles passarão, eu passarinho: Há 113 anos, nascia Mario  Quintana
(Mário Quintana)

CANÇÃO DO DIA DE SEMPRE

“Tão bom viver dia a dia …

A vida, assim, jamais cansa …

Viver tão só de momentos

como essas nuvens do céu …

E só ganhar, toda a vida,

Inexperiência … esperança …

E a rosa louca dos ventos

Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:

Sempre é outro rio a passar.

Nada jamais continua,

Tudo vai recomeçar!

E sem nenhuma lembrança

Das outras vezes perdidas,

Atiro a rosa do sonho

Mas tuas mãos distraídas …”

VIVER

“Vovô ganhou mais um dia. Sentado na copa, de pijama e chinelos, enrola o primeiro cigarro e espera o gostoso café com leite.

Lili, matinal como um passarinho, também espera o café com leite.

Tal e qual vovô.

Pois só as crianças e os velhos conhecem a volúpia de viver dia a dia, hora a hora, e suas esperas e desejos nunca se estendem além de cinco minutos …”

DAS UTOPIAS

“Se as coisas são inatingíveis … ora!

Não é motivo para não querê-las …

Que tristes os caminhos, se não fora

A mágica presença das estrelas!”

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: