Entre a dúvida e a fé

A religião veio salvar a humanidade. Salvar do quê e por que? Antes da oficialização do cristianismo, no século IV, os moradores do Ocidente eram livres para adorar seus deuses, quaisquer. Em 25 a.C., Marcos Agripa construiu um Panteão em Roma (reconstruído por Adriano em 126 d.C.), onde qualquer um podia entrar e rezar paraContinuar lendo “Entre a dúvida e a fé”

“Com Voltaire, a pena voa e ri” (Victor Hugo)

Voltaire foi o autor do Dicionário Filosófico, embora, para se proteger dos poderosos, fomentadores da superstição, do fanatismo, da extravagância e da tirania, assumiu a autoria dos verbetes menos controversos e os mais delicados, designou a autores já falecidos ou estrangeiros. Victor Hugo dizia que “com Voltaire, a pena voa e ri”. Sua verve tratavaContinuar lendo ““Com Voltaire, a pena voa e ri” (Victor Hugo)”

A quem seguir?

Alguém, além de mim, já leu “Segredos de Liderança de Átila, o Huno”, de 1989? Curioso, lia sobre tudo e todos. Não recomendo o livro, claro. Só há ‘segredos’ no título, o resto é óbvio: lealdade, coragem, anseio, resistência emocional, vigor físico, empatia, poder de decisão, antecipação, sincronização, competitividade, autoconfiança, responsabilidade, credibilidade, tenacidade, confiabilidade …Continuar lendo “A quem seguir?”