Tristeza

(Dedicado para aquele que não vai chegar) (por Márcio Kazuo Teramoto) Dor maldita que não sai da alma. Punhal que teima em ferir o coração. Me leve, me carregue para longe desta dor. Como me curar se vivo ainda a doença? Nada mais é colorido, nada mais é música. Tudo é escuro, sem som, sóContinuar lendo “Tristeza”