O lobo da estepe

Ontem, 9 de agosto, alguns lembraram da morte de Hermann Hesse, há exatos 60 anos. Seus livros me acompanharam na juventude e me ajudaram a ver o mundo sob outras perspectivas. Ele buscava a sabedoria, não como erudição, mas como o desnudamento da oculta santidade da vida, a sacralidade do existir. Ele fora muito influenciadoContinuar lendo “O lobo da estepe”

“A república está perdida.” (Cícero)

Por que alguns fazem um discurso de “guerra”? “A guerra, principalmente a civil, leva todas as nações, até mesmo aquelas declaradamente mais democráticas, a se tornarem autoritárias e totalitárias.” (John Dewey) “A natureza da guerra não consiste nos combates em si, mas numa reconhecida disposição neste sentido, durante todo o tempo em que não houverContinuar lendo ““A república está perdida.” (Cícero)”

Perguntaram a Bakunin quem foi o primeiro anarquista e ele respondeu: “Foi Adão, é claro, ele se rebelou contra a autoridade de Deus; quem se insurge contra qualquer autoridade é um anarquista”.

Kropotkin era um príncipe. Mas, renunciou a este título da nobreza. Preferiu o anarquismo. Atuou como sociólogo, geógrafo, filósofo, economista, cientista político, escritor, historiador e biólogo. Vamos falar um pouco sobre o biólogo. Em 1866, ele e dois amigos, viajaram para o leste da Sibéria pela aventura de encontrar uma hipotética mina de ouro indicadaContinuar lendo “Perguntaram a Bakunin quem foi o primeiro anarquista e ele respondeu: “Foi Adão, é claro, ele se rebelou contra a autoridade de Deus; quem se insurge contra qualquer autoridade é um anarquista”.”