Mottainai: um estilo contra o desperdício

Mottainai representa um estilo de vida com base no budismo. O termo, muito mais do que uma palavra, exprime um pensamento no qual devemos utilizar qualquer recurso por todo o tempo possível de sua vida útil. “Justamente por não significar uma palavra, mas uma forma de viver, o termo não tem uma tradução literal. PorémContinuar lendo “Mottainai: um estilo contra o desperdício”

Pensar verde

O Banco Central introduziu “Sustentabilidade” como a quinta dimensão da sua Agenda. O Bacen toma a frente e nos coloca na fronteira da regulação financeira. O presidente possivelmente não sabe disso, como não sabia da implementação do PIX, há muitos anos implantado noutros países.  As quatro primeiras dimensões são inclusão, competitividade, transparência e educação. “SustentabilidadeContinuar lendo “Pensar verde”

Uma visão queer da natureza

Brigitte Baptiste, é uma bióloga colombiana. Transgênero, defende a diversidade natural, social e cultural. Para ela, a mudança é a condição normal das coisas, mas a sociedade é reticente à mudança. Somos ensinados a buscar consolidar um projeto pessoal identitário, principalmente num mundo que acha que há nitidez no fluído. “O queer, o estranho, éContinuar lendo “Uma visão queer da natureza”

Amazônia

Pesquisa recente indica que 88% dos entrevistados estão preocupados com a situação da floresta amazônica e insatisfeitos com sua atual política de preservação. Para Mourão, tratá-se de uma “turma que fala muito”. Por que achamos que a Amazônia importa? Um resumo: no rio Amazonas corre quase um quinto de toda água de rio do mundo;Continuar lendo “Amazônia”

Mais inimigos

“É com profunda preocupação que temos acompanhado o aumento do desmatamentono Brasil. Como instituições financeiras, que têm o dever fiduciário de agir nomelhor interesse de nossos clientes a longo prazo, reconhecemos o papel crucial queas florestas tropicais desempenham no combate às mudanças climáticas, na proteçãoda biodiversidade e no fornecimento de serviços ecossistêmicos. O Brasil temContinuar lendo “Mais inimigos”

Ideologia enche a barriga?

“É muito preocupante se você tem oficiais no governo brasileiro insultando o nosso maior cliente. Não é perfil ideológico. Nós temos o papel de fornecer alimentos para o mundo independentemente de cor, raça, credo ou preferência política do país”. (Paulo Sousa, presidente da Cargill no país) Não entendo essa atitude, que ao invés de trabalharContinuar lendo “Ideologia enche a barriga?”