Pele de asfalto e granito, uma visão de São Paulo

“Benjamim. Ele é baiano. Preferiu viver em São Paulo porque adora o deserto. Homem de muito saber e sensibilidade, precisa, para resistir a si próprio, de bastante aridez, secura e vazio ao seu redor. Nada melhor, pois, que a cidade de São Paulo, com suas centenas de quilômetros quadrados de concreto armado, veias e artériasContinuar lendo “Pele de asfalto e granito, uma visão de São Paulo”