Provérbios sobre insensatos, atuais

“Provérbios“, atribuídos a Salomão, é um dos livros sapienciais de Israel. Sua validade foi estendida. Pincei alguns que se referem a pessoas insensatas: “O que teus olhos viram, não introduzas logo em processo pois o que farás no fim se teu próximo te confundir?” (25: 8) “Nuvens e ventos e nada de chuva é oContinuar lendo “Provérbios sobre insensatos, atuais”

Kemet e a produção intelectual

Os antigos egípcios costumavam chamar seu país de ‘Kemet‘ (terra negra), uma referência à cor do solo, rico e fértil durante a inundação anual do Nilo (Hapi, como era chamado pelos egípcios), para diferenciá-lo de ‘deshret‘ (terra vermelha), do deserto.  Lá está o berço da Universidade, fato ignorado propositalmente pelo Ocidente. Em geral fala-se da Universidade de Bolonha,Continuar lendo “Kemet e a produção intelectual”

Uma insensatez

Salomão era sábio e rico. Tinha um fraco: gostava de mulheres, muitas. “Além da filha de Faraó, o rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, pertencentes às nações das quais Iahweh dissera aos israelitas: ‘Vós não entrareis em contato com eles e eles não entrarão em contato convosco; pois certamente,Continuar lendo “Uma insensatez”

Fanatismo, racismo, antissemitismo

“Amai a justiça, vós que julgais a terra, (…) Pois os pensamentos tortuosos afastam de Deus e o Poder, posto à prova, confunde os insensatos.” (Sabedoria de Salomão, 1- 1:2) O racista, como um fanático, “é ao mesmo tempo esclarecido e supersticioso, orgulhoso de ser um individualista e com medo constante de não ser comoContinuar lendo “Fanatismo, racismo, antissemitismo”