“… vós, que pretendeis recuar o progresso do país …”

Bárbara de Alencar, nascida em Exu, Pernambuco, participou ativamente da ação revolucionária de 1817 no Nordeste, que tentou varrer as forças do Império e antecipar fachos de iluminismo. Os bens da família foram confiscados e ela foi presa, aos 57, viúva, juntamente com os três filhos, José Martiniano (pai do escritor cearense José de Alencar),Continuar lendo ““… vós, que pretendeis recuar o progresso do país …””

“Não é circo. É a lei que monta o espetáculo”

Num 13 de janeiro, em 1825, Frei Caneca era fuzilado (arcabuzado). Os carrascos haviam se negado a enforca-lo. Como religioso, insistia numa religião ética, que não valorizasse apenas os ritos e cultos. Advogava a necessidade da união entre fé e vida. Contestava uma religião com preocupações meramente dedicadas à manutenção do rebanho de fiéis, apenasContinuar lendo ““Não é circo. É a lei que monta o espetáculo””