Quando eu me for (Márcio Kazuo Teramoto)

QUANDO EU ME FOR … (TEXTO DE MÁRCIO KAZUO TERAMOTO) Não quero lágrimas, muito menos tristeza. Minha vida é alegre, e não será no final que deixará de ser. Amo e sou amado, quer razão maior para minha alegria? Se alguém perguntar quem fui, peço aos amigos que só falem como resposta: “Ele viveu”. NãoContinuar lendo “Quando eu me for (Márcio Kazuo Teramoto)”