Contra a maré da mercadoria

Khliébnikov, o poeta-sacerdote, matemático, biólogo, linguista, poeta … a referência do ‘futurismo’. Avisou, em 1921, a data da sua morte: recordando Púchkin, o poeta disse que “as pessoas do meu ofício morrem frequentemente aos 37 anos”. Assim como, Maiakovski também morreria aos 37 anos, em 1930. “Vielimir Khliébnikov viveu os seus últimos anos na miséria,Continuar lendo “Contra a maré da mercadoria”