Petit pois

Um pouco das (prováveis) memórias de Jean Giraudoux, do seu livro “Duas Existências”, com sua fantasia poética: “Junho de 1888. Clotilde Marsaudon decidiu me enfiar pelo nariz um petit pois (ervilha). O que vai me livrar de todas as doenças, impedirá meu cabelo de encrespar-se, e ela me dará um pedaço de chocolate. Ela temContinuar lendo “Petit pois”