Calma: é só um poema!

A poesia de Cláudio Guimarães dos Santos é um emblema de nosso tempo, angustiado, saturado de ruídos, com a sensação de que a pressão atmosférica se eleva acima de 1 atmosfera, esmagando-nos, à medida em que afundamos. Trago aqui um dos poemas de seu novo livro, Gaugamela. O CÉU DE DEUS O céu de DeusContinuar lendo “Calma: é só um poema!”