Obrigado!

Envelhecer não dói, ao contrário. É, para mim, uma fase fantástica! Talvez porque já tenha nascido velho. A vida sempre me exigiu atenção; distração não cabia. Não tive uma infância típica: precisei trabalhar desde os sete anos, ajudando meu pai numa feira livre. Brincar, nem pensar. Nunca joguei bola, por exemplo; não sei dar umContinuar lendo “Obrigado!”