“Eu pedi, pedi, para a senhora me botar no mundo?”

O pernambucano Nelson Rodrigues morreu há 40 anos. Sua família mudou-se para o Rio quando tinha 4 anos de idade, por motivos políticos. Era odiado pela esquerda porque apoiava a ditadura militar; assumia-se como reacionário. Isso mudou quando seu filho, Nelsinho, foi preso e torturado, apesar de sua ‘amizade’ com os militares. Devia desconfiar, aContinuar lendo ““Eu pedi, pedi, para a senhora me botar no mundo?””

Fidelidade e política

Amigos queriam saber minha opinião sobre o “carão” que o rasputin, digo, o escritor Olavo de Carvalho, considerado guru bolsonarista, fez ao presidente e cercanias: “Quer levar um processo de prevaricação da minha parte? Se esse pessoal não consegue derrubar o seu governo, eu derrubo. Continue inativo, continue covarde e eu derrubo essa merda desse seuContinuar lendo “Fidelidade e política”