O social e o fiscal

Houve um tempo em que economistas eram humanos. Brincadeira. Mas, quem leu John Stuart Mill e Adam Smith, além dos seus textos meramente “econômicos”, percebem que eles tinham uma preocupação com o social. Smith: “A maioria dos governos é de ricos para ricos.“/ “Nossos mercadores e senhores reclamam muito dos maus efeitos dos altos saláriosContinuar lendo “O social e o fiscal”

A coisa

Num filme de 1985, “A Coisa” (The Stuff), dirigido por Larry Cohen, uma equipe de mineradores encontra uma substância branca e gosmenta, parecida com um iogurte, com sabor agradável e atrativo. A substância, apelidada de “Coisa”, faz com que todas pessoas que a comam sejam devoradas ou transformadas em zumbis. Típico terror B. Antes, emContinuar lendo “A coisa”

O capitalismo pode ser consciente?

“Sopram ventos malignos no planeta azul” (Manuel Castells) Quando um hálito de pessimismo permeia o ambiente, procuro ler textos que me façam pensar e me reconectar com minhas apostas de futuro. Os livros de Humberto Mariotti e Cristina Zauhy são parte desse refúgio de sanidade. Seu mais recente, “Sociedades Tóxicas – e a Complexidade doContinuar lendo “O capitalismo pode ser consciente?”