Sonhos de André Rebouças, por Anita Pequeno

Uma filha, Anita Pequeno, tem mergulhado na complexa vida de André Rebouças, dentre seus estudos raciais. É dela essa reflexão poética: Morrer no Atlântico  “Do alto daquele penhasco, para onde você olhava?  Para o céu? Para o mar?  Ou seus olhos estavam fechados e você olhava para si, tão imenso quanto ambos?  Sua morte reatualizaContinuar lendo “Sonhos de André Rebouças, por Anita Pequeno”