É a economia!

“Todo movimento de fundo nacionalista ou que tenha desembocado no fascismo foi construído por cientistas. O mito ariano, por exemplo, é uma concepção intelectual. (…) assim como o caso do darwinismo social ou a doutrina das raças, têm nos meios intelectuais um ponto de partida”, ressaltava Serge Moscovici, no seu “Representações Sociais”. Ele afirmava queContinuar lendo “É a economia!”

Para quem trabalham os economistas?

Malthus (1766-1834) dizia que nada, nada, poderia ser feito para melhorar a situação dos pobres, pois a razão pela qual as classes trabalhadoras eram pobres não estava nos lucros excessivos, mas no fato de que a população aumenta mais depressa do que a subsistência. A morte (epidemias, pestes, pragas, guerras e fome) tinha um papelContinuar lendo “Para quem trabalham os economistas?”

Evolução, alguns personagens e uma cronologia

Em 1801, Lamarck passou a divulgar sua teoria sobre a evolução das espécies. Resumidamente, mudanças no ambiente causariam mudanças nas necessidades dos organismos que ali viviam, o que geraria mudanças no seu comportamento e, essas mudanças poderiam ser transmitidas aos seus descendentes. Duas leis regiam esses efeitos: a do ‘Uso e Desuso’ e a deContinuar lendo “Evolução, alguns personagens e uma cronologia”