A quem seguir?

Alguém, além de mim, já leu “Segredos de Liderança de Átila, o Huno”, de 1989? Curioso, lia sobre tudo e todos. Não recomendo o livro, claro. Só há ‘segredos’ no título, o resto é óbvio: lealdade, coragem, anseio, resistência emocional, vigor físico, empatia, poder de decisão, antecipação, sincronização, competitividade, autoconfiança, responsabilidade, credibilidade, tenacidade, confiabilidade …Continuar lendo “A quem seguir?”

O relevante é eterno

A metodologia OKR (Objectives and Key Results) significa “objetivos e resultados-chave”. Ela estimula a colaboração e o acompanhamento de resultados.  Suas linhas gerais são a manutenção do ‘alinhamento‘ e do ‘foco dos colaboradores‘, ‘estímulo à produtividade’, ambiente de ‘transparência’, ‘comunicação’ aberta, reforço da ‘cultura’ da empresa. Mas, como promete o próprio nome, centra-se na buscaContinuar lendo “O relevante é eterno”

Mentalidade de adaptabilidade evolutiva

Quantas empresas ainda são reféns da tradição no fazer, “do jeito que fazemos aqui”? A revolução trazida pela Toyota logo após a segunda guerra, o “Lean Manufacturing”, permanece desconhecida por muitas empresas. Esse é o maior desperdício a ser combatido, a ignorância de práticas operacionais centradas no cliente. Todo o encadeamento de uma operação (indústrias,Continuar lendo “Mentalidade de adaptabilidade evolutiva”