A fé é um vislumbre de horizontes

Horkheimer entendia a teologia como uma hermenêutica (interpretação) crítica da história. Para ele, a consciência de nossa finitude, da nossa condição humana, não pode ser considerada como prova da existência de Deus, “senão que tão-somente pode produzir a ‘esperança’ de que exista um absoluto positivo e, não podemos representar o absoluto, não podemos, quando falamosContinuar lendo “A fé é um vislumbre de horizontes”