À curva do imprevisível, por Jénerson Alves

E, de repente, vem uma notícia que não se espera. De repente, vem um diagnóstico implacável. De repente, um broto de dor é gerado no coração. As lágrimas escorrem pela face. A perplexidade transparece no olhar. O peito pulsa. E para. E pulsa. Há repulsa. Mas a angústia, ninguém expulsa! É como se uma vozContinuar lendo “À curva do imprevisível, por Jénerson Alves”