James, Connery!

Não sou de eleger mitos, mas Sean Connery foi um ídolo para mim. Seus papéis com James Bond são inesquecíveis. Foi co-autor do personagem, além de Ian Fleming. Sua fleugma, vivacidade, elegância sem refinamentos e bom humor criaram espécie. Não me apercebia que já tinha 90 anos. Não pensava que fosse mortal. Melhorava enquanto envelhecia.Continuar lendo “James, Connery!”