A vida hesita

Que livro! Leyla Afife Kamile, carregava no nome a pretensão paterna. Leyla significava que ela levava a noite nos olhos; Afife, “casta, imaculada” e, Kamile, “perfeição”. Ela deveria ser pura como a água. Mas, nem toda água é pura. A história começa quando Leyla, agora Leila Tequila, está morta, numa lata de lixo, num subúrbioContinuar lendo “A vida hesita”

“… a distinção entre o bem e o mal é a parte mais fácil do exercício moral.” (Amós Oz)

Jesus disse: ” Perdoa-lhes, não sabem o que fazem”. Não sabem? Somos moralmente imbecis? Mas, muitos, acham que ao nos infligir alguma dor o faz pelo nosso bem! Acham que há um ordenamento “superior” que os guia. Ou que obedecem a leis, ordens, autorizações, que os livram do julgamento moral. São os “moralistas”, os queContinuar lendo ““… a distinção entre o bem e o mal é a parte mais fácil do exercício moral.” (Amós Oz)”

Seja bom, não neutro!

“Hei de cantar as bondades de Ahura Mazda, falarei com gosto da Boa Mente e com reverência sobre a vida dos retos. E, assim fazendo, mencionarei os dois conceitos que preocupam os sábios. Ouça com seus ouvidos aos melhores conselhos reflita sobre eles com julgamento iluminado, deixe que cada um possa escolher seus credos. ComContinuar lendo “Seja bom, não neutro!”