Mais perguntas

O que seria das respostas se não houvessem as perguntas? Vagariam por aí eternamente? Há, entretanto, ainda, muitas perguntas catando respostas por aí. Exemplos: Deus, quem ou o quê? Matéria e energia escuras, por que não são mais claras? O Big Bang é cíclico ou terminal? O tudo embarca o nada ou o nada éContinuar lendo “Mais perguntas”

Números: fascinantes, intrigantes!

No século VI a.C., Pitágoras associou intervalos musicais com o conceito matemático de frações. Criou um instrumento com uma corda – monocórdio – e, dividindo exatamente os espaços nela, conseguiu desenvolver uma escala musical diferente das existentes. Tempos depois chegou-se à escala musical temperada, com tons, semitons e oitavas. Há questões que se levantam –Continuar lendo “Números: fascinantes, intrigantes!”

“Você acredita num Deus que joga dados, e eu em lei e ordem absolutas” (Einstein, para Max Born)

“Ao mostrar que certos sistemas determinísticos têm limites formais de previsibilidade, Lorenz colocou o último prego no caixão do universo cartesiano e fomentou o que alguns chamaram de terceira revolução científica do século 20, no encalço da relatividade e da física quântica.” (Kerry Emanuel) Edward Lorenz foi, praticamente, o cientista que desenvolveu a “teoria doContinuar lendo ““Você acredita num Deus que joga dados, e eu em lei e ordem absolutas” (Einstein, para Max Born)”