“Nuvem tenebrosa”

O homem não é o centro do mundo; ele terminará por assimilar isso. A interdependência é o que rege a natureza – o homem é parte. Nada é durável; a impermanência dita o ritmo: não adianta apegar-se a ideias, coisas ou pessoas. A segurança está na adaptação. A vida flui e deve ser fruída. ElaContinuar lendo ““Nuvem tenebrosa””

“O inesperado só se manifesta quando esperado” (Heráclito)

Marcelo Gleiser, no seu livro “A ilha do conhecimento”, faz uma metáfora sobre o conhecimento humano. O mistério nos cerca, tanto o que não entendemos quanto pelo que não podemos entender. O humano é um ser arrogante, que só alarga sua ignorância. Podemos ser otimistas e considerar que “todos os começos são obscuros”, extrapolando asContinuar lendo ““O inesperado só se manifesta quando esperado” (Heráclito)”