A militante do Ideal

“O que você está falando, menina? Estou falando que. Que o quê? Que. Vamos dizer que a menina, minha amiga, pretenderia o quê? Que.” (Poema de Pagu, pouco antes de sua morte) Patrícia Rehder Galvão, Pagu, foi um dos raros exemplos de mulher plena, que não se deixava aprisionar por grilhões mentais, além das onipresentesContinuar lendo “A militante do Ideal”

Similitudes

A MENTIRA OFICIALIZADA (…) O governo brasileiro por intermédio do seu primeiro magistrado não se peja de mentir, de ilaquear a boa-fé do povo, ministrando-lhe informações falsas, revoltantemente mentirosas, quando os próprios fatos ao alcance de todos os cidadãos se encarregam de dar-lhe solene desmentido. (…)” O texto acima não é de nossos dias; éContinuar lendo “Similitudes”