A militante do Ideal

“O que você está falando, menina? Estou falando que. Que o quê? Que. Vamos dizer que a menina, minha amiga, pretenderia o quê? Que.” (Poema de Pagu, pouco antes de sua morte) Patrícia Rehder Galvão, Pagu, foi um dos raros exemplos de mulher plena, que não se deixava aprisionar por grilhões mentais, além das onipresentesContinuar lendo “A militante do Ideal”

Segall e a arte ‘degenerada’

Segall nasceu na Lituânia, então dominada pelo Império Russo, em 1891. Foi um precursor do Expressionismo. Aos 15 anos foi para Berlim, estudar na Academia Imperial. Três anos depois foi desligado da Academia por ter participado de uma exposição de artistas descompromissados com a estética oficial. Nesta época, sofreu influência do impressionista Max Liebermann. EmContinuar lendo “Segall e a arte ‘degenerada’”