Desafiou a lógica da guerra

Março de 1946. Franz Stigler dirigia-se a uma olaria em Straubing, sul da Alemanha. Procurava trabalho. Havia uma longa fila de trabalhadores em frente à construção. Conforme Franz se aproximava, eles observavam suas botas em um julgamento silencioso. Eles sabiam, a partir das botas, que ele tinha sido um piloto de combate e o culpavamContinuar lendo “Desafiou a lógica da guerra”