O futuro que ficou no passado

Nosso dia-a-dia, deixado solto, tende a perpetuar o passado. Para muitos, viver o presente é administrar os ‘problemas’ de ontem; a empresa guiada a partir do retrovisor. Há pessoas que não encontram tempo para resolver problemas e valorizam-se, achando que ‘trabalham’ demais. A corrida diária é extenuante e acredita-se que se está administrando o presenteContinuar lendo “O futuro que ficou no passado”