Mundo alienado

O mundo gira num eixo excêntrico. Muitos ficam à margem, já no nascimento. As desigualdades os marcam e os aprisionam, não só com tornozeleiras sociais mas com correntes. As chaves são acessadas por poucos; não só por mérito. As pessoas mais carentes não são ‘capazes’ de se organizar e lutar pelo que é natural: disporContinuar lendo “Mundo alienado”