“Ninguém – Também?/ Então somos um par?”

Mais poesias. Algo que valha a pena, neste mundo sufocante. Algo inútil. Aquilo que antes de contrariar, possa expandir. Cercar-se de ares frescos, mesmo pútridos. Poesia como via João Cabral: “Isto não presta para nada, e no entanto está aqui a minha vida inteira.” Ou, como protestava Maria Tsvietáieva: “Não amo o mar; o marContinuar lendo ““Ninguém – Também?/ Então somos um par?””

A vida é poesia e terror

“Entre a ideia/ E a realidade/ Entre o movimento/ E o ato/ Cai a sombra …” (T. S. Eliot) “Ser Flor, é profunda Responsabilidade” (Emily Dickinson) “A floresta precede os povos./ E o deserto os segue.” (François-René de Chateaubriand) “Quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta.” (Jung) ESPAÇO “Ainda há espaço paraContinuar lendo “A vida é poesia e terror”

Numa equipe, talentos individuais importam mais?

Quanto depende do talento individual e quanto da capacidade de trabalho em conjunto dos membros da equipe? Nos esportes, nos negócios e em centros de pesquisa científica: o que é preciso para se criar uma equipe de sucesso? “As pessoas se surpreendem quando o time dos sonhos perde”, diz Brian Uzzi. Às vezes, ao seContinuar lendo “Numa equipe, talentos individuais importam mais?”