“Libertados e educados”

Em janeiro de 1945, Czeslaw Milosz foi guiado por uma jovem que portava uma submetralhadora. Estava liberado do domínio da Alemanha. Passava ao domínio da Rússia. Ele seria, então, um dos milhões de europeus a ser “libertados e educados”. Mudar de tirano era dito como ‘libertação’. Doutrinação política era ‘educação’. As palavras vão à frente,Continuar lendo ““Libertados e educados””