Homem algum é uma ilha

Thomas Merton (1915- 1968) escreveu o livro “Homem algum é uma ilha”. Ele era um amigo do Brasil, em especial de alguns brasileiros, como Dom Hélder Câmara e Alceu Amoroso Lima e das poesias de Manuel Bandeira e Jorge de Lima. Nesse livro, dizia: “Por mais decadentes que pareçam o homem e o mundo, eContinuar lendo “Homem algum é uma ilha”

Desarrumados

“Não tenho tempo”, “Estão me esperando”, “Preciso ir”, “Só disponho de um minuto”. (Michel Quoist) Sobre isso, comenta Dom Hélder Câmara: “O tempo! Só podemos avaliar como o tempo passa, se evapora, contemplando um relógio, um ponteiro de segundos. O importante não tentar o impossível de fazer o tempo parar. O importante é aproveitar oContinuar lendo “Desarrumados”