Incumbe ao poder público permitir a devastação?

No ano passado o governo, com o decreto 9.760, criou a chamada “conciliação” de multas ambientais. “Inventada pelo ministro do Meio Ambiente, a conciliação é uma instância a mais no já demorado processo de pagamento de multas do Ibama e do ICMBio. A justificativa para sua criação foi a possibilidade de fazer audiências entre osContinuar lendo “Incumbe ao poder público permitir a devastação?”

Testemunha da beleza e da destruição

Araquém Alcântara está há 50 anos fotografando a natureza. São 55 livros já publicados e mais um para este ano. O mais conhecido é ‘TerraBrasil‘, de 1998. Suas fotos estão nos principais museus do mundo. Sua convivência com as florestas reforçou seu respeito pela exuberância da vida. Mas, a devastação de nossos biomas é umaContinuar lendo “Testemunha da beleza e da destruição”

Mais inimigos

“É com profunda preocupação que temos acompanhado o aumento do desmatamentono Brasil. Como instituições financeiras, que têm o dever fiduciário de agir nomelhor interesse de nossos clientes a longo prazo, reconhecemos o papel crucial queas florestas tropicais desempenham no combate às mudanças climáticas, na proteçãoda biodiversidade e no fornecimento de serviços ecossistêmicos. O Brasil temContinuar lendo “Mais inimigos”

A natureza é o limite

“Diferentemente do passado, o homem terá de retornar à ideia de que sua existência é uma dádiva do Sol.” (Nicholas Georgescu-Roegen) Georgescu-Roegen. Volto a falar sobre ele. Alguém precisa falar sobre esse visionário. Numa época em que a força motriz, o discurso e os sonhos dos políticos eram centrados no crescimento econômico – desenfreado eContinuar lendo “A natureza é o limite”