Euforia e colapso

A acumulação de dívidas em excesso é nociva. Quer no plano das famílias, empresas , bancos ou governos. Isso é intuitivo, até. Há limites. O problema é: quais? Tudo, entretanto, depende do uso que se faz dessas dívidas. Se elas, bem aplicadas, geram caixa suficiente para manter o fluxo de compromissos (juros) assumidos, tudo bem.Continuar lendo “Euforia e colapso”