O que falta?

O Brasil convive – pacificamente – com várias crises, que afetam a maioria da população, em maior ou menor grau; a elite não é incomodada. Não é para qualquer país. A quietude do povo se explica, talvez, não por sua suposta índole mansa e ordeira, mas pela preocupação diária com a manutenção de sua subsistência.Continuar lendo “O que falta?”

“Quando olhamos para dentro, nossa visão de fora se altera” (Joseph Pearce)

Participei ontem, 01 de julho, de uma conversa com meus amigos Adalmir Sampaio Gomes e Avelino Balbino. Fui muito prejudicado pela qualidade da internet, com várias quedas e atrasos no som e na imagem – padrão brasileiro. Falamos sobre tendências para os próximos anos. Pretensioso, mas necessário. Pensar sobre o futuro não nos obriga aContinuar lendo ““Quando olhamos para dentro, nossa visão de fora se altera” (Joseph Pearce)”

A Revolução

Aprendemos que, num dia qualquer, 14 de julho de 1789, muitosacordaram mal-humorados, saíram às ruas e, tomaram a Bastilha.Não foi só isso, sabemos. Esse pode ter sido o gatilho, umademonstração do ‘juntos, podemos’.Toda uma situação fora criada, calmamente, ao longo de séculos.No final do século XVIII, a França colecionava crises: uma econômica,entre as instituições, nosContinuar lendo “A Revolução”