Entre o mito e a memória

Filha de um operário e de uma empregada doméstica, Lélia Gonzalez nasceu em Belo Horizonte. Era a penúltima de 18 irmãos. A exemplo do que ocorre com uma parcela considerável das mulheres negras desse país, ela trabalhou como empregada doméstica e babá. Apesar das dificuldades, Lélia Gonzalez graduou-se em História e Geografia. Em 1962, tornou-seContinuar lendo “Entre o mito e a memória”

Perversões

Perversão tem várias acepções, todas no sentido de mudança de uma situação normal. Corrupção, por exemplo, já foi um tipo de perversão mas, acompanhando a dinâmica social, tornou-se normal, aceito. O termo, que só apareceu no nosso idioma no século XVI (coincidindo com a descoberta do Brasil), deriva do latim, significando “derrubar, inverter, erodir, desorganizar,Continuar lendo “Perversões”

O purgatório

Ainda há uma chance! O purgatório! “Purgatório … a maioria de nós, afinal, vai ter muita sorte se tiver que passar por lá antes de chegar ao céu, em vez de cair direto e para sempre no inferno. E para que ninguém se queixe de que Deus é ‘malvado’ por mandar as pessoas ao infernoContinuar lendo “O purgatório”