Torço para que o espírito altivo, benigno, solidário prevaleça. Que possamos subir alguns degraus.

Em 1895, Gustave Le Bon publicou o clássico “Psicologia das Multidões”. Era médico, mas se interessava por psicologia, sociologia, antropologia e física. Seria, com licença da palavra, polímata. Há quem afirme que ele antecipou a teoria da relatividade de Einstein. Influenciou muitos políticos e pensadores, como Lenin, Hitler, Ortega y Gasset, Freud, Mussolini, Roosevelt, Churchill,Continuar lendo “Torço para que o espírito altivo, benigno, solidário prevaleça. Que possamos subir alguns degraus.”

A vida é sistêmica

Óbvio. Aparentemente, porque ainda predomina a concepção cartesiana, que consagrou a separação da ‘mente’ do corpo físico e, por extensão, da natureza. Fomos elevados a senhores da natureza. Uma coisa leva a outra: as ideias de Descartes levaram ao racionalismo, ao foco na subjetividade, à especialização … “Um especialista é alguém que sabe cada vezContinuar lendo “A vida é sistêmica”

Caos ou livre arbítrio?

Tudo que acontece conosco está predefinido? O determinismo, um filme já editado, é o que assistimos? George Ellis, professor de Sistemas Complexos e Matemática Aplicada, garante que a incerteza molecular nos mostra que isso não é verdadeiro. Apresento um resumo de suas ideias. O texto original está citado abaixo. Laplace acreditava que o Universo eraContinuar lendo “Caos ou livre arbítrio?”