“Sê plural como o universo” (Fernando Pessoa)

Hesíodo conta que Afrodite nasceu da espuma (Aphros, em grego) do mar gerada pelo sêmen de Urano, cujos testículos foram jogados ao mar de Chipre depois de ser castrado por seu filho Cronos. Esse mito é interessante por sua similitude com a ideia de espuma quântica, de onde se supõe que surgiu todo o universo.Continuar lendo ““Sê plural como o universo” (Fernando Pessoa)”

O que gira como uma coisa só

A Constante de Hubble corresponde à taxa na qual o Universo está se expandindo; uma medida de quão rapidamente o espaço entre as galáxias está se distendendo.  Extrapolar o processo de expansão para trás implica que todas as galáxias que podemos observar se originaram juntas em algum ponto no passado – emergindo de um BigContinuar lendo “O que gira como uma coisa só”

Os telescópios são as catedrais do nosso tempo?

“Ver um universo num grão de areia e um paraíso numa flor selvagem, segurar o infinito na palma da mão e a eternidade numa hora.” (William Blake) Algo infinito pode conter outra coisa infinita? Paradoxo? A sucessão dos números naturais 1, 2, 3,… nunca acaba; é infinita. Mas eles contêm dentro deles o conjunto dosContinuar lendo “Os telescópios são as catedrais do nosso tempo?”