A morte não é um fracasso

Esclarecendo: lembrar a naturalidade da morte não significa encara-la como banalidade, como autoridades têm feito. A morte “natural” é normal. Aquela provocada por descaso é crime. Mas, e o cuidado extremo, que procura prolongar a vida quando esta – dignamente – já se foi? Quando paciente e médico correm atrás de uma ilusão? Devemos, mesmo,Continuar lendo “A morte não é um fracasso”