“A Amazônia já era!”

Nos anos 70, a ditadura militar anunciava nas principais revistas da época que o “Inferno Verde” seria integrado. O inferno era a Amazônia. Para garantir a ‘segurança nacional’ – o mantra que tudo justificaria – a região precisava ser ocupada (antes, naturalmente, desmatada e seus ocupantes originais cederiam espaço aos novos desbravadores). Era necessário “protegerContinuar lendo ““A Amazônia já era!””

Não é só um mico

O mico-leão está em processo de ‘integração’. Emigrou para a floresta amazônica para provar que lá não há incêndios. Os militares estão ‘tratando’ a questão amazônica como nunca fizeram, nem durante a ditadura. A Amazônia retoma seu processo de Integração Nacional. Logo farão mais transamazônicas. Há uma paranoia de que países ricos querem tomar aContinuar lendo “Não é só um mico”

Amazônia

Pesquisa recente indica que 88% dos entrevistados estão preocupados com a situação da floresta amazônica e insatisfeitos com sua atual política de preservação. Para Mourão, tratá-se de uma “turma que fala muito”. Por que achamos que a Amazônia importa? Um resumo: no rio Amazonas corre quase um quinto de toda água de rio do mundo;Continuar lendo “Amazônia”

Desmatamento zero

“O vice-presidente Hamilton Mourão está de olho na proposta da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, de adoção oficial de meta “desmatamento zero” na Amazônia. Ele é o presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal. A proposta foi defendida em 2019 pelo ex-ministro da Luís Fernando Cirne Lima na Frente Parlamentar da Agropecuária, quando a atualContinuar lendo “Desmatamento zero”

Mais inimigos

“É com profunda preocupação que temos acompanhado o aumento do desmatamentono Brasil. Como instituições financeiras, que têm o dever fiduciário de agir nomelhor interesse de nossos clientes a longo prazo, reconhecemos o papel crucial queas florestas tropicais desempenham no combate às mudanças climáticas, na proteçãoda biodiversidade e no fornecimento de serviços ecossistêmicos. O Brasil temContinuar lendo “Mais inimigos”