“Para fazer um céu basta uma estrela…” (Álvaro Moreyra)

“Os cabelos muito brancos. Magra. Feia. Triste. Sempre com lágrimas nos olhos. Sempre com estas palavras na boca: – Deus te ajude. Para os pequenos: Sia Isabel. Para os grandes: Bebê Chorona. Bebê Chorona, que sabia contar histórias, me ensinou, um dia, a origem da chuva. Aprendi que São Pedro manda os anjos, de tempoContinuar lendo ““Para fazer um céu basta uma estrela…” (Álvaro Moreyra)”