Para o que serve o poeta?

“Se alguém, vendo Deus, compreende o que viu, não viu Deus.” (Pseudo-Dionísio) “A poesia talvez não diga nada. A rigor, não diz. O uso que faz das palavras não é paradizer o que as palavras dizem, mas o que elas não são capazes de dizer. Como a música,a poesia também não encontra palavras que aContinuar lendo “Para o que serve o poeta?”

Somos únicos, porque múltiplos

Oscar Wilde dizia: “A maioria das pessoas são outras pessoas.” Completava: “Seus pensamentos são as opiniões de outras pessoas, suas vidas, uma imitação, suas paixões, uma citação.” Por essas e outras, há um ‘esforço’ generalizado para nos enquadrar em determinadas ‘identidades‘. Essas identidades já foram as nacionalidades ou nossas classes sociais. Ultimamente, tende a nosContinuar lendo “Somos únicos, porque múltiplos”

Há metafísica bastante em não pensar em nada (Alberto Caeiro)

O que penso eu do Mundo?Sei lá o que penso do Mundo!Se eu adoecesse pensaria nisso.Que ideia tenho eu das coisas?Que opinião tenho sobre as causas e os efeitos?Que tenho eu meditado sobre Deus e a almaE sobre a criação do Mundo?Não sei. Para mim pensar nisso é fechar os olhosE não pensar. É correrContinuar lendo “Há metafísica bastante em não pensar em nada (Alberto Caeiro)”