Estratégia

A criatividade existe porque nossos modelos sempre têm inconsistências inerentes, diz Sara Walker. Se nossos modelos de nós mesmos ou do universo em que estamos inseridos fossem completos ou exatos, nada de interessante aconteceria. Não é? O que está perfeito precisa mudar? Mas, nada está perfeito, felizmente. A perfeição é uma ilusão. Perguntem às modelosContinuar lendo “Estratégia”

Faça a sua agenda

Com tudo se embaralhando, parece cada vez mais difícil assumirmos nossa vida. A vida se esgota e antes nos sentimos esmagados, incapazes de dar conta do assédio informacional e de expectativas. Século da ansiedade e de pânico. As drogas, todas, não são saídas, mas novos precipícios. Esse pequeno texto é uma advertência (conselhos são carosContinuar lendo “Faça a sua agenda”

Simetria burra

A vaidade tem várias expressões. A estética pessoal normalmente é uma preocupação daqueles voltados à beleza formal ou exterior, aparente. Ela está associada à arte, mas nem sempre. Vemos muitos apegados a aspectos estéticos apenas para capturarem admiração e ‘aprovação’ dos outros, ao invés de um genuíno prazer artístico. Fernando Sabino, no livro “A MulherContinuar lendo “Simetria burra”

É possível transplantar cultura?

Em meados dos anos 1920, Henry Ford tinha uma ideia fixa: precisava encontrar uma saída para o problema do suprimento de borracha para sua indústria. O látex era usado na fabricação de mangueiras, válvulas, gaxetas, fios elétricos e pneus, claro. Em 1921, a Ford detinha mais de 50% do mercado americano de carros, produzindo maisContinuar lendo “É possível transplantar cultura?”

Gurus ou guris?

“Achei que iria chegar aos 55 anos e as empresas iriam querer os gurus – mas elas querem os guris”, disse recentemente Romeo Deon Busarello. É a crença no etarismo. A razão disso é que muitos ficam para trás, soterrados pelas inovações, sentindo-se incapazes de situar-se “neste mundo”, o das novidades transformadoras. “O mundo nãoContinuar lendo “Gurus ou guris?”

Todo aprendizado provém do erro

Como aprender sem tentar e, correr o risco de errar? O sistema educacional em geral não aceita erros, só acertos. Provas, exames, notas … o tormento dos alunos e, traumas dos adultos. Mensagem errada. Reprodução de saberes requer apenas memorização e significa a perpetuação do já estabelecido; o louvor ao estático. O mundo nada temContinuar lendo “Todo aprendizado provém do erro”

Tenho que decidir?

Há quem pague para que decidam por si. Aliás, pagamos todos altos impostos, para que nossos “representantes” nos representem, isto é, decidam por nós aquilo que é de seus interesses. É, pensar não é fácil; por isso desenvolvemos hábitos. Os marqueteiros, os criadores de hype, os influenciadores, desinteressadamente, nos ajudam a escolher o pré-escolhido. ConheçoContinuar lendo “Tenho que decidir?”

Holacracia. Funciona?

“Se todo mundo tem de pensar fora da caixa, talvez seja a caixa que precisa de conserto.” (Malcolm Gladwell) O sistema de gestão Lean requer que se mude a forma como se lidera, gerencia e desenvolve pessoas. Estas precisam ser engajadas com as próprias tarefas, de forma que possam vislumbrar oportunidades de melhoria neste ambiente.Continuar lendo “Holacracia. Funciona?”

A alma de uma organização

A vida tem um sentido, ou somos nós – centelhas da vida – que lhe damos sentido? Não tenho a resposta – sou só confusão, não conclusão. “Ficamos confusos quando achamos que sabemos sem saber, de fato”, diz Sadhguru. Mas, tenho o pressentimento de que nossa razão de ser é tornar aprazível o nosso entorno,Continuar lendo “A alma de uma organização”

Ideias sobre a crise, por Brian Chesky

Se você deseja desenvolver um negócio de sucesso, encontrar as pessoas certas para fazer isso é mais importante do que o conceito, de acordo com o CEO do Airbnb, Brian Chesky.  “Prefiro trabalhar com grandes parceiros em uma ideia não excelente do que parceiros não excelentes em uma grande ideia”. Para o Airbnb, a criseContinuar lendo “Ideias sobre a crise, por Brian Chesky”