Por que a tolerância não é um ato de amor?

Nelino Azevedo de Mendonça* A palavra tolerância tem origem no termo latino tolerare que, entre outros sentidos, significa suportar, aceitar. Também significa indulgência. O valor semântico da palavra indulgência está relacionado ao ato de “perdoar os erros cometidos pelos outros; clemência. Demonstração de perdão a um castigo, a uma pena, a uma ofensa” (Dicionário online Houaiss). DessaContinuar lendo “Por que a tolerância não é um ato de amor?”

Sobre o Uno

“Três coisas conduzem a Deus: a música, o amor e a filosofia.” (Plotino) Para nosso azar, essas três coisas não são bem vistas atualmente. Plotino é um personagem importante, embora desconhecido por muitos. Viveu de 205 a 270 d.C. Nasceu no Egito e morreu em Roma. Hoje é classificado como um dos principais pensadores doContinuar lendo “Sobre o Uno”

O homem é um ser encarnado

“… por que então ter de ser homem – que se esquiva do destino e anseia por ele? … Vê, eu vivo. De quê? Nem a infância nem o futuro minguam … Inúmera, a existência transborda-me do coração.” (Rainer Maria Rilke) Rilke foi uma influência em Gabriel Marcel. Este, por sua vez, influenciou Sartre, Merleau-Ponty,Continuar lendo “O homem é um ser encarnado”