Uma comunidade de ‘puritanos’

“Com toda a franqueza, declaramos que nada é claro neste mundo. Apenas tolos e charlatães sabem e conhecem tudo.” (Anton Tchekhov) O americano Lucien Greaves, ex-aluno de neurociência da Universidade de Harvard, fundou o Templo Satânico em 2014. Contaria atualmente com mais de 50 mil membros. Nele, se cultua o diabo. Há várias seitas satânicas: algunsContinuar lendo “Uma comunidade de ‘puritanos’”

Artigo 1º – Todo brasileiro deve ter vergonha na cara.

“Capistrano mergulhara nos estudos históricos não para tirar deles ensinamentos, vulgarização, glória, a perfeição duma obra completa, mas pela avidez de saber, de fartar sua curiosidade peculiar, própria, de se sentir senhor, para gáudio seu, dos segredos do passado. Não havia no seu espírito a menor preocupação com o grande público. Proclamava-se a contragosto membroContinuar lendo “Artigo 1º – Todo brasileiro deve ter vergonha na cara.”

“Nunca saberás o que é suficiente enquanto não souberes o que é demais.” (William Blake)

Toda tendência excessiva em uma direção é compensada por uma contratendência. São ‘oscilações‘, na economia e na sociedade. Uma das ‘ideias’ de Albert Hirschman, um economista que não seguia as escolas de pensamento econômico, as teorias vigentes, a ortodoxia. Um judeu errante, nascido em Berlim, batizado na religião protestante, que viveu na França, Itália, EUA,Continuar lendo ““Nunca saberás o que é suficiente enquanto não souberes o que é demais.” (William Blake)”

“… insistem em minar a têmpera do nosso povo, através da destruição de sua autoestima.”

O baiano Bautista Vidal, engenheiro e físico, precisa ser lembrado. Por seu empenho em tornar o Brasil uma nação soberana, não periférica, que caminhasse com suas próprias pernas, o que requereria uma independência tecnológica. Por seu pioneirismo na estruturação do Pólo Petroquímico de Camaçari, por ter sido um dos idealizadores do PróAlcool, por seu esforçoContinuar lendo ““… insistem em minar a têmpera do nosso povo, através da destruição de sua autoestima.””

A guerra é uma doença

Durante a Segunda Guerra, Saint-Exupéry serviu como piloto de reconhecimento nas Forças Armadas francesas. Antes, havia sido piloto civil, quando sofreu dois acidentes quase fatais. O primeiro, em 1935, na rota Paris-Saigon, seu avião cai no deserto da Líbia. Ele e o mecânico foram encontrados, quase mortos de sede por beduínos. Noutro, em 1938, quandoContinuar lendo “A guerra é uma doença”

Desafiou a lógica da guerra

Março de 1946. Franz Stigler dirigia-se a uma olaria em Straubing, sul da Alemanha. Procurava trabalho. Havia uma longa fila de trabalhadores em frente à construção. Conforme Franz se aproximava, eles observavam suas botas em um julgamento silencioso. Eles sabiam, a partir das botas, que ele tinha sido um piloto de combate e o culpavamContinuar lendo “Desafiou a lógica da guerra”

Cortesã e consorte

Influência, relacionamentos, interesses, dinheiro, poder … Pamela Digby Churchill Hayward Harriman, ou Pam Churchill, era uma astuta networker, antes de esse termo ter sido criado. Sua lista de contatos era composta da elite da sociedade americana e das pessoas mais ricas do mundo. Filha de um barão inglês e divorciada de Randolph Churchill – apostadorContinuar lendo “Cortesã e consorte”

“… impossível dizer às pessoas que estou surdo”

Em 1797 Beethoven começou a ter sinais de surdez. Tinha 27 anos. Logo depois, percebeu que a perda de audição para a música e para a fala não era uma ocorrência passageira. Sua habilidade para alimentar a criatividade e protegê-la da angústia física e psicológica causada pela surdez progressiva é um dos aspectos mais notáveisContinuar lendo ““… impossível dizer às pessoas que estou surdo””

“… é injúria do ‘poder’ usar espada da justiça fora dos casos dela”

O Marquês de Pombal ficou à frente dos destino do Império português por 27 anos, de 1750 a 1777, sob José I. Tido como déspota esclarecido, com base nas impressões da alta nobreza e dos jesuítas, que perderam poder, tinha, de fato, um senso prático e agudeza de espírito na condução dos negócios do Estado.Continuar lendo ““… é injúria do ‘poder’ usar espada da justiça fora dos casos dela””

“A obtenção do sucesso também é o começo de uma linda neurose.” (Freud)

Epicuro, criador da escola “hedonista”, era considerado, com desmedida fúria, inimigo da Santa Igreja, pela simples razão de que atribuía a infelicidade dos homens ao duplo medo, da morte e dos deuses. Ele, com sua doutrina, interveio para salvar a humanidade, e desafiar a religião, a fim de trazer aos homens a luz do conhecimentoContinuar lendo ““A obtenção do sucesso também é o começo de uma linda neurose.” (Freud)”