‘Trabalhar juntos’

Extravagante, aventureiro, criador … também escritor, educador, reformador social, ceramista e membro do Partido Comunista da China por 60 anos, até sua morte em 1987. Rewi Alley era neozelandês e adotou a China como lar. Uma história interessante. Era um homem que seus admiradores consideravam quase divino, e seus adversários, um charlatão, um propagandista traiçoeiro,Continuar lendo “‘Trabalhar juntos’”

“Para fazer um céu basta uma estrela…” (Álvaro Moreyra)

“Os cabelos muito brancos. Magra. Feia. Triste. Sempre com lágrimas nos olhos. Sempre com estas palavras na boca: – Deus te ajude. Para os pequenos: Sia Isabel. Para os grandes: Bebê Chorona. Bebê Chorona, que sabia contar histórias, me ensinou, um dia, a origem da chuva. Aprendi que São Pedro manda os anjos, de tempoContinuar lendo ““Para fazer um céu basta uma estrela…” (Álvaro Moreyra)”

“Só eu sei que o sol nasce nos ladrilhos da cozinha”

“Tinha quatro anos quando fiquei densa, pesada de uma estranha sabedoria. Morávamos na Rua Maranhão, em São Paulo. Certa madrugada, a casa ainda escura, desci as escadas. Deslizei pelas salas, abri a porta da cozinha suspendendo-me nas pontas dos pés. E aí tive a grande revelação: o sol nascia nos ladrilhos brancos. O sol estavaContinuar lendo ““Só eu sei que o sol nasce nos ladrilhos da cozinha””

“A Alemanha fez penitência pelo holocausto. Mas o Brasil ainda deve a sua pelo que fez com os índios e os negros.” (Lutzenberger)

“A sociedade de consumo é, no fundo, uma religião fanática, um fundamentalismo pior do que o do Bin Laden. Está arrasando o planeta.” “Em Brasília, todos são cínicos e não entendem como você não possa ser.” (sobre sua passagem como ministro do governo Collor) Eu era jovem, acreditava nas pessoas e no Brasil (tinha saídoContinuar lendo ““A Alemanha fez penitência pelo holocausto. Mas o Brasil ainda deve a sua pelo que fez com os índios e os negros.” (Lutzenberger)”

“Outro dia, quando saí para tomar um pouco de ar perto da casa de Tom Paine …” (Bob Dylan)

Thomas Paine era britânico. Viveu entre 1737 e 1809. Participou de duas revoluções, a da Independência americana (é um dos Pais Fundadores dos Estados Unidos) e da Revolução Francesa. “Participar em duas revoluções é viver para algum propósito”, escreveu para Washington. Não era um revolucionário “radical”; só queria liberdade, paz universal, civilização e comércio. SuaContinuar lendo ““Outro dia, quando saí para tomar um pouco de ar perto da casa de Tom Paine …” (Bob Dylan)”

Levaram os caminhos

“Há muitos anos que os caminhos se arrastavamSubindo para as montanhas.Percorriam as florestas perseguindo a distância,Lentos e longos deslizavam nas planícies. Passaram chuvas, passaram ventos,Passaram sombras aladas… Um dia os aviões surgiram e libertaram a distância,Os aviões desceram e levaram os caminhos”. “No tempo dos profetasEram eles que prediziamo que hoje predizem os poetas.” JoaquimContinuar lendo “Levaram os caminhos”

“Ateu, nunca!” (Darwin)

“Que livro um Capelão do Diabo escreveria sobre as obras desajeitadas, esbanjadoras, tolas e terrivelmente cruéis da natureza!” (Darwin, em 1856, sobre o início de A Origem das Espécies) Darwin era um atormentado. Como falar sobre suas descobertas sem perder seu Deus? “É como confessar um crime.” Estas são sua palavras quando revelou ao mundoContinuar lendo ““Ateu, nunca!” (Darwin)”

“Se você me perguntar do que reclamo, minha resposta seria clara e sucinta: liberdade.” (Sakharov)

Andrei Sakharov (1921–1989) é considerado o pai da bomba de hidrogênio soviética. No entanto, mais tarde ele se tornou um forte crítico do programa soviético de armas nucleares e da falta de liberdade política do sistema. Abriu mão de todos os privilégios para desafiar o regime soviético, ao partir na sua cruzada pela liberdade. Na URSS,Continuar lendo ““Se você me perguntar do que reclamo, minha resposta seria clara e sucinta: liberdade.” (Sakharov)”

“Toda nação tem o governo que merece”

Joseph-Marie de Maistre é o autor da famosa frase do título. Na avaliação de Isaiah Berlin, ele seria um “precursor do fascismo”. Viveu entre 1753 e 1821. Era contra a Revolução Francesa e Ultramontanista, isto é, reforçava e defendia o poder e as prerrogativas do papa em matérias de disciplina e fé. Era um papa-hóstias. OContinuar lendo ““Toda nação tem o governo que merece””

Uma visão queer da natureza

Brigitte Baptiste, é uma bióloga colombiana. Transgênero, defende a diversidade natural, social e cultural. Para ela, a mudança é a condição normal das coisas, mas a sociedade é reticente à mudança. Somos ensinados a buscar consolidar um projeto pessoal identitário, principalmente num mundo que acha que há nitidez no fluído. “O queer, o estranho, éContinuar lendo “Uma visão queer da natureza”